Rencontre avec João de Melo : « Vivre et écrire la guerre »

Accueil / Études Lusophones (EL) / Manifestations EL d’avant 2015 / Rencontre avec João de Melo : « Vivre et écrire la guerre »

le 21 octobre 2013, 18h, Centre Culturel Calouste Gulbenkian
(39, bl de la Tour Maubourg 75007 Paris)


Rencontre avec l’écrivain João de Melo : « Vivre et écrire la guerre »

João de Melo é um escritor português, natural dos Açores, nascido em 1949. Nos anos 70, o escritor trabalhou como graduado dos serviços militares de saúde durante a guerra colonial em Angola. Foi conselheiro cultural na Embaixada de Portugal em Madrid, a convite do governo português. A maior parte das suas obras são inspiradas na sua experiência na guerra colonial em Angola.

- Obras publicadas :

Histórias da Resistência (contos, 1975) ;
A Memória de Ver Matar e Morrer (romance, 1977) ;
Antologia Panorâmica do Conto Açoriano (org., 1978) ;
A Produção Literária Açoriana nos Últimos 10 Anos (ensaio, 1980) ;
Navegação da Terra (poesia, 1980) ;
Toda e Qualquer Escrita (ensaios, 1982) ;
Há ou não uma Literatura Açoriana ? (ensaio, 1982) ;
O Meu Mundo não é deste Reino (romance, 1983, traduzido nos Estados Unidos e em Espanha) ;
Autópsia de um Mar de Ruínas (romance, 1984, traduzido em Itália e Espanha) ;
Entre Pássaro e Anjo (contos, 1987) ;
Os Anos da Guerra (antologia em 2 volumes, 1988) ;
Gente Feliz com Lágrimas (romance, 1988, traduzido em Espanha, França, Holanda, Itália, Roménia e Bulgária) ;
As Manhãs Rosadas (conto, 1991) ;
Crónica do Princípio e da Água (conto, 1991) ;
Bem-Aventuranças (contos, 1992) ;
Dicionário de Paixões (crónicas, 1994) ;
O Homem Suspenso (romance, 1996) ;
Açores, O Segredo das Ilhas (2000, viagens) ;
Antologia do Conto Português (2002, traduzida em Espanha e em Itália) ;
As Coisas da Alma (conto, 2003) ;
O Mar de Madrid (romance, 2006).